top of page
  • Natleaf

Você sabe quem é o Guardião Interno da Harmonia Biológica?

Atualizado: 10 de nov. de 2023

Conheça o sistema ENDOCANABINOIDE.



Nos últimos anos, a ciência tem se aprofundado cada vez mais na compreensão do funcionamento complexo do corpo humano.


Uma das descobertas mais intrigantes e fascinantes foi feita pelo Dr. Raphael Mechoulan.


Estamos falando do sistema endocanabinoide (SEC), um sistema vital que desempenha um papel fundamental na manutenção do equilíbrio interno do organismo, conhecido como homeostase.


O sistema endocanabinoide é um sistema de sinalização celular que desempenha um papel essencial na regulação de várias funções fisiológicas, como o apetite, a dor, o humor, o sono, o sistema imunológico, a inflamação e até mesmo as respostas ao estresse.


Este sistema complexo é composto por três componentes principais: os endocanabinoides (canabinoides produzidos pelo próprio corpo), os receptores canabinoides (localizados nas células-alvo) e as enzimas responsáveis pelo esquema e degradação dos endocanabinoides.


Os dois principais tipos de receptores canabinoides são conhecidos como CB1 e CB2.


CB1:


Esses receptores estão principalmente presentes no sistema nervoso central, incluindo o cérebro. São responsáveis por funções regulares como memória, emoções, coordenação motora e apetite.


CB2:


Aqui, os receptores são predominantemente encontrados no sistema imunológico e em células relacionadas à inflamação. Eles desempenham um papel crucial na regulação da resposta imune e na redução da inflamação.


Os endocanabinoides, como a anandamida e o 2-AG, são liberados pelo organismo em momentos de necessidade, agindo como substâncias químicas que se ligam aos receptores canabinoides. Essa ligação desencadeia uma variedade de respostas celulares, ajudando a manter a homeostase em diferentes sistemas corporais.


Uma das aplicações mais notáveis do sistema endocanabinoide é o uso medicinal da c@nn@bis e seus compostos ativos, como o tetra-hidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD).


O THC é conhecido por se ligar aos receptores CB1, gerando efeitos psicoativos e de alteração de percepção.


Por outro lado, o CBD não se liga diretamente a esses receptores, mas influencia na atividade do sistema endocanabinoide, causando em efeitos mais amplos, como a redução da ansiedade e de inflamações.


O entendimento de como esse sistema opera, está nos levando a avanços na criação de novos tratamentos para uma variedade de condições, como doenças autoimunes, distúrbios neurológicos, dor crônica e distúrbios do sono.


Em resumo, o sistema endocanabinoide emerge como um dos sistemas mais intrigantes e resistentes do corpo humano.


Sua complexa rede de comunicação celular desempenha um papel essencial na manutenção da harmonia biológica e na regulação de várias funções fisiológicas.


Conforme a pesquisa continua a avançar, é provável que desvendemos mais segredos sobre esse sistema e suas aplicações terapêuticas.


Obrigado pela leitura.


Até a próxima.


10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page